A Energia Eólica

A energia eólica é utilizada há milhares de anos para bombeamento de água, moagem de grãos e outras aplicações que envolvem energia mecânica. Para a geração de eletricidade, as primeiras tentativas surgiram no final do século XIX, mas somente um século depois, com a crise internacional do petróleo na década de 70, é que houve interesse e investimentos suficientes para viabilizar o desenvolvimento em escala comercial.

A energia eólica nada mais é que a energia cinética proveniente da força dos ventos. Inclusive, pode-se considerar que ela é derivada da energia solar. Isso porque é o aquecimento irregular das massas de ar que provoca seu movimento.

Os aerogeradores

Para que possamos aproveitar a energia eólica, precisamos convertê-la. Seja para energia mecânica ou elétrica. Os equipamentos responsáveis por esse processo são denominados aerogeradores que, em contato com o vento, rotacionam e geram outra forma de energia. A energia eólica é considerada renovável e limpa, uma vez ocupa pouco espaço para seus parques além de não produzir nenhum gás de efeito estufa.

>> Leia também: Principais Tendências em Energias Renováveis <<

Navegue pelo texto

Neste texto discutiremos os seguintes pontos:

  • Geração de Energia Eólica no Brasil;
  • Pontos positivos e pontos negativos da Energia Eólica;
  • Sistemas de Geração Eólica e suas diferenças;
  • Principais componentes do sistema eólico .

Se você preferir, nesse vídeo explicamos o funcionamento de um sistema de geração de Energia Eólica na prática!

Geração de Energia Eólica no Brasil

Energia Eólica: Sistemas e Componentes

Basicamente, existem dois tipos de sistemas de geração de energia eólica: Sistemas Isolados (Off-Grid) e Sistemas Conectados à Rede (Grid-Tie).

Os Sistemas Isolados são utilizados em locais remotos ou onde o custo de se conectar a rede elétrica é elevado.

Os Sistemas Conectados à Rede são caracterizados por estarem integrados à rede elétrica que abastece a população.

Assista abaixo um vídeo de um Aerogerador Off Grid:

>> Saiba mais sobre Bancadas Didáticas para o Ensino de Energias Renováveis <<

Em relação à sua composição, um sistema eólico possui cinco componentes básicos:

  • Geradores Eólicos: São responsáveis por transformar a força cinética do vento em eletricidade. Podem ter um ou mais geradores eólicos que são dimensionados de acordo com a energia necessária.
  • Inversores: São os responsáveis por transformar a corrente contínua (CC) das baterias, no caso de sistema Off-Grid, em corrente alternada (CA) para alimentação dos equipamentos (110 V ou 220 V). No caso de sistemas Grid-Tie, além de transformar a corrente contínua (CC) vinda do retificador, também é responsável por sincronizar a energia gerada com a energia da rede elétrica.
  • Controladores de Carga: Funcionam como sistema de controle da carga das baterias, evitando sobrecargas ou descargas exageradas na bateria, aumentando sua vida útil e desempenho. Só é necessário em sistemas Off-Grid.
  • Baterias: Também utilizadas apenas em sistemas Off-Grid, armazenam a energia elétrica para que o sistema possa ser utilizado quando não houver sol. Enquanto um sistema isolado necessita de baterias e controladores de carga, sistemas eólicos conectados à rede funcionam com retificadores e inversores, já que não precisam armazenar energia.
  • Torres: A torre é o componente onde o aerogerador é instalado posicionando-o em uma altura suficiente para que a energia gerada pelo vento possa ser aproveitada.

Gerador Eólico

O gerador eólico conta com a turbina que é a principal responsável pela captação da energia eólica e da transformação em energia elétrica.

Turbina Eólica da empresa GE

exstotecnologia

A Exsto Tecnologia atua no mercado educacional, desenvolvendo kits didáticos para o ensino técnico e tecnológico, nas áreas de eletrônica, elétrica, automação, telecomunicações, energias renováveis e outros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: