A Inteligência Artificial  é uma das mais importantes tecnologias do presente/futuro. Mas, os futuros profissionais que estão nas salas de aula hoje, já estão sendo treinados para trabalharem  com essa tecnologia?

O conceito de Inteligência Artificial (artificial intelligence) surgiu na década de 50, tendo como um dos seus precursores o matemático e pai da computação, Alan Turing.

Atualmente, com o alto número de dados, processamento e conectividade, a Inteligência Artificial renasce de forma surpreendente. Potências do mercado da tecnologia, como a Microsoft, já investem alto em soluções que ultrapassam o desempenho humano, como habilidades de leitura e compreensão.

O estudo de conceitos matemáticos, como correlações e regressão linear, são fundamentais no início dos estudos sobre IA. Porém, ao longo do processo de aprendizagem e desenvolvimento de projetos, surgem outros pontos:

  1. Compreender todas as minúcias do que, matematicamente, leva algo a ser resolvido através de uma regressão.
  2. Saber se esse algo é realmente o problema  proposto.
  3. Se o dado apresentado realmente foi trabalhado para surtir efeito com esta técnica.
  4. Saber se o resultado apresentado realmente faz sentido para o projeto.
  5. E saber que, se o resultado não fizer sentido, analisar se o erro está no dado, na missão ou no modelo matemático escolhido.

Você deve ter notado que não foi mencionado a habilidade em linguagem de computação ou desenvolvimento de linha de código. Isso acontece devido ao fato de que a programação é entendida como uma habilidade básica em relação aos pontos citados acima. (falamos um pouco sobre isso nesse post).

Bom, agora pense no processo de modelagem necessária para um veículo autônomo, compreensão de linguagem natural e reconhecimento de objetos. Pensou? Pois é, transformar tudo isso em modelagem matemática, capaz de aprender e evoluir, requer muito conhecimento!

Longa curva de aprendizagem

Uma das principais dificuldades na formação de profissionais de Inteligência Artificial é a curva de aprendizagem. Leva-se tempo para construir uma base sólida e na, maioria das vezes, o aluno chega na graduação necessitando de nivelamento para conseguir iniciar os estudos.

>> Conheça os kits Exsto para Estudo de Automação<<

Em 2016, o Brasil ficou na 71° posição em Matemática entre 76 países avaliados no Programa Internacional de Avaliação de Alunos – PISA. A maior parte dos primeiros colocados está na Ásia, em países como Cingapura, Taiwan, Hong Kong e Índia.

Diante disso, as instituições de ensino devem reunir esforços em treinar a abstração Matemática necessária. Assim, será possível desenvolver profissionais aptos em transformar problemas genéticos ou conexão entre moléculas em modelos matemáticos prontos para serem treinados.

Escrito por exstotecnologia

A Exsto Tecnologia atua no mercado educacional, desenvolvendo kits didáticos para o ensino técnico e tecnológico, nas áreas de eletrônica, elétrica, automação, telecomunicações, energias renováveis e outros.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.